uol afiliados

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Criações colaborativas

Tenho lido muito sobre criações colaborativas ultimamente motivado pelo o tema de minha monografia do Direito que versa sobre a propriedade intelectual sobre esses tipos de criações. E tenho visto que a cultura do compartilhamento que a Web 2.0 vem implicitamente (ou explicitamente) difundindo tem resultado em idéias e ações cada vez mais com a "cara" dessa filosofia.

A última que recebi foi a criação de um DVD colaborativo do show do Radiohead no Brasil.

A edição é toda feita com vídeos amadores gravados por pessoas que estavam lá ou publicaram conteúdo em sites como Youtube. O resultado pode ser conferido abaixo:



Link do projeto: http://radioheadraindown.blogspot.com/

Segue a reportagem

http://www.brainstorm9.com.br/2009/09/07/projeto-cria-dvd-colaborativo-do-show-do-radiohead-no-brasil/

Quando eu fui no show do Radiohead no Rio me pelei de medo de ter o celular roubado e deixei o iPhone em casa. Pra minha sorte várias pessoas não fizeram o mesmo e filmaram pedaços dos show, colocando como sempre esses trechos no YouTube. A idéia de cada uma dessas pessoas nunca foi fazer um videoclipe e sim marcar um “eu estive lá” para os amigos.
Até que um cara chamado Andrews Ferreira Guedis chamou para si a responsabilidade e falou: vou colar todos esses pedaços e fazer um DVD do show user-generated. Os Beastie Boys já tinham feito algo nessa pegada no Awesome; I Fuckin’ Shot That!, mas as câmeras foram distribuídas ao público e a edição foi profissional. Aqui com o Radiohead tudo é na base da raça.
O resultado ia sendo liberado no YouTube aos poucos e, finalmente finalizado, está disponível desde a virada do mês no Projeto Rain Down – Live in São Paulo. A paciência chinesa (e o alvo de minha reverência) é do Andrews, mas o projeto é de literalmente centenas de pessoas. Gente que usou desde celulares até câmeras fotográficas que “filmam” em alta definição, como o enxame.tv (que libera todo seu conteúdo em Creative Commons).
O áudio vem também das câmeras dos fãs e da versão (incompleta) transmitida pelo Multishow.
O trabalho final pode ser baixado em versão para gerar um DVD ou em um arquivo AVI, via torrent e outros métodos. Eu já estou baixando o meu. Até porque daqui a pouco algum inteligentíssimo executivo brasileiro vai achar isso tudo errado e criar caso.
Eu não sei você, mas é esse tipo de coisa que me deixa arrepiado por horas, pensando em como o mundo está mudando bem diante dos nossos olhos. E é incrível como o Radiohead encabeça várias dessas mudanças.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário